Como Escolher um Bom Palestrante


    O palestrante de abertura e o de encerramento de um evento poderão representar a diferença do sucesso para o insucesso de toda uma proposta de trabalho. Nos Estados Unidos, o palestrante chave é chamado de key note speaker, o que significa que ele dará o tom para todo o resto do evento.

    Escolher meticulosamente o palestrante inicial do evento poderá criar um clima de aceitação favorável aos que virão a seguir bem como às mensagens que desejarão transmitir. Um palestrante inicial despreparado e inadequado poderá jogar por terra toda a programação do dia ou mesmo de todo um evento.

Organização


    Como sempre, a organização de um evento passa pela correta escolha dos palestrantes. Boas palestras são cuidadosamente detalhadas e preparadas, inclusive com o palestrante treinando antecipadamente aquilo que será dito.

    A platéia espera que seja tratada como um cliente, que com certeza é. Assim, é prudente pedir com certa antecedência o esboço ou a cópia das transparências. Palestrantes que se utilizam do improviso correm mais riscos, às vezes são brilhantes, outras vezes um desastre.

    Esteja sempre atento a organização do seu palestrante ou de sua assessoria, desde o primeiro contato, pois esta será uma boa indicação do que poderá ocorrer no dia do evento. Ele deve ser um exemplo do que fala, e não apenas fachada.

Paixão e Autenticidade


    Tudo que realizamos com amor e paixão resulta em bons frutos. Bons palestrantes falam com o coração, e não apenas com a razão. O ser humano é complexo e necessitamos perceber a sua essência e não a sua casca.

    O palestrante comprometido vivencia particularmente sobre aquilo que fala, além de realizar consultas no mercado, e não apenas em livros acadêmicos.



    Um bom palestrante tem fé que remove montanhas. Busca sempre a oportunidade de melhoria e acredita nele e em alguém maior do que ele. Essa essência é maravilhosa e pode ser transmitida à platéia. O público merece e espera ter pessoas e profissionais que transmitam um algo a mais que a maioria não o faz.

Histórico de comprometimento e pontualidade


    Pontualidade é um critério que poucos organizadores verificam. Um palestrante famoso ou mesmo em evidência que na maioria das vezes chega atrasado, mas sempre tem uma desculpa, com certeza é inadequado. Normalmente palestrantes que se propõem a fazer palestras sem remuneração, acabam cancelando. Cuidado quando convidar políticos, principalmente em época de eleição. Eles desejam ocupar a mídia e o que puderem fazer para chamar a atenção, com certeza o farão.

    Lembre-se, um bom palestrante deve ser um bom ser humano, mas também um bom profissional. A apresentação deve ser encarada com profissionalismo e não amadoristicamente. Convide de preferência um palestrante que tenha um grande número de compromissos ao ano, pois ele provavelmente vive disso e têm um nome a zelar.

Senso de humor e bons recursos audiovisuais


    Lembre-se de que a platéia é composta de seres humanos, que andam cansados, estressados e repletos muitas vezes de atividades. Essas pessoas estão lá para aprender e se divertir. Bons palestrantes se utilizam de exemplos práticos aliados com recursos que farão com que a platéia se divirta. Busque um palestrante que tenha um palavreado agradável e feliz. Com certeza um ser humano feliz tem maiores chances de interagir melhor com o público.

Talento e preparo


    Para se fazer uma boa palestra requer talento, treinamento e muita prática, como em qualquer profissão. Devemos nos recordar que lá em cima o palestrante estará desempenhando um papel. Ele, naquele momento é um ator. Um bom palestrante é capaz de salvar um evento mal organizado - comida sofrível, atraso nas bagagens e noites mal dormidas. O contrário infelizmente não ocorre : o melhor hotel, a melhor organização não salvam uma palestra mal dada ou evento mal planejado e preparado.

Avaliação anterior


    Tudo que fazemos em nossa passagem aqui na terra é avaliado pelo ser superior. Se isso é fato, nos permite também pedir indicações, ou mesmo solicitar em avaliações anteriores de outros eventos do palestrante a ser contratado. Um evento bem organizado possui com certeza um documento de avaliação do palestrante e do material e recursos por ele utilizados. Peça-os. Um bom conferencista recebe relatórios de avaliação constantemente, e terão prazer em lhe apresentar cópia.